por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre Personal Travel,
o seu agente pessoal de passagens com milhas e roteiros.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Cuidado com os gastos não anunciados


Olá pessoal! Tudo bem com vocês?

Quem acompanha blogs e sites especializados de turismo ou passagens se depara constantemente com ofertas e oportunidades de viagens. Mas somente a experiência é que nos ensina quando existe de fato uma boa oportunidade. A maioria das dicas que vejo são complicadas de aplicar e implicam com gastos que não são anunciados no título do post.

Ex: Um site de grande repercussão nacional dá a dica para uma viagem internacional envolvendo um trecho de emissão com milhas e outro trecho com passagem paga. Mas não explica para o leitor, que em sua maioria é atraído pelo preço anunciado, que será preciso pagar para 4 taxas aeroportuárias para chegar ao destino final. Sem contar o tempo de deslocamento, espera e aspectos imigratórios para concluir o objetivo.

Uma dessas dicas envolvia o destino Miami. O consumidor precisaria gastar 10.000 pontos no seu programa de fidelidade (Fidelidade TAM) para emitir um trecho até Lima ou Bogotá (uma vez era possível emitir para Bogotá usando o programa Smiles, mas a GOL não faz mais esse trecho). Mas parem tudo!!! Quem disse que os 10.000 pontos são regra para esses destinos??? Como a tabela da TAM é flexível você pode encontrar esse trecho em épocas promocionais até por 6.000 pontos mas via de regra um bilhete exigirá 20.000 pontos. Ou seja, você precisará condicionar o seu tempo e disponibilidade para aventurar-se com uma estratégia dessas.

Então a partir dessa primeira parada você pode emitir um trecho complementar até Miami, podendo usar os serviços de inúmeras cias. O preço da passagem ficava na casa de R$ 500,00 mas com o valor das taxas pulava para mais de R$ 900,00, dependendo do aeroporto. Lembrando que usando essa estratégia a pessoa tem que ter muita disposição para ficar no aeroporto ou então aproveitar para conhecer essa cidade da primeira parada. Por isso reafirmo, saiba muito bem que nem sempre o preço é tudo, você precisa calcular muito bem o custo temporal de uma viagem, o quanto gastará com transportes e também o tipo de aeronave em que voará. Chegar ao seu destino de forma mais rápida e com um maior conforto é o primeiro passo de uma viagem bem sucedida.
Nos próximos posts mais dicas de como viajar melhor!