por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre Personal Travel,
o seu agente pessoal de passagens com milhas e roteiros.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Como faço meu roteiro de viagem - Por Celso

Olá pessoal!

O Celso vai nos mostrar como ele elabora seus roteiros de viagem. Aproveitem!


Como faço a escolha do roteiro no destino.

1- Escolhido o(s) destino(s) de uma viagem segundo as informações do post anterior,
antes de emitir os bilhetes pesquiso detalhadamente sobre o destino, sua características , atrações para definir o tempo mínimo ou máximo que pretendo ficar para ter bom aproveitamento. A regra de um check a cada 5 dias ou próximo disso procuro respeitar, claro que NYC, Paris, Sydney, comportam mais dias numa única viagem. Mas na regra 5 contempla muitos destinos espetaculares. Em contra partida, descarto destinos de 48 h. como Calgary, pela monotonia.

2- Inicio sempre a pesquisa pelo site de turismo do pais, ou do estado ou da cidade, somente a título de pesquisa, mas NUNCA consegui melhor preço por nenhum deles em nada mesmo quando afirmam promoções. Sabendo já o que eles oferecem vou a Trip Advisor.

3- TRIP ADVISOR > Uso algumas regras.
a- Não leio post de usuário que não tem volume de post,
b- Não aceito extremos de avaliação de poucos usuários sobre nada, tanto elogios como críticas,
c- Só confirmo interesse quando há massa critica grande de avaliações sobre algo.
d- Não me baseio em fotos profissionais, somente nas tiradas por hospedes.

4- Com essas informações dou no Google um search para avaliar o destino segundo os blogs disponíveis. Blogs com matéria paga descarto totalmente, não são confiáveis e muitos profundamente amorais.
Coletadas todas as informações copio num documento Word. Terminada esta pesquisa vou a sites tipo YELP ou volto no TRIP ADVISOR ou no Concierge e vejo se a avaliação das indicações é confirmada com as referendadas pelos sites. Se não confirmar descarto.

5- Agora vou ao Google Maps e marco o ponto de interesse para ter uma visão espacial de onde irei e não ter que ficar indo do extremo sul ao norte da cidade todo dia.

6- No documento do Word tenho anotado datas e horários de funcionamento das atrações inclusive dias que não abrem como Museus e feriados no comercio.... Supermercados perto do hotel que funcionem 24 h se possível, horários de refeições de restaurantes, etc....

7- Na escolha do hotel sempre avalio melhor relação custo beneficio na categoria. Em Las Vegas o melhor hotel segundo o Trip Advisor é o Mandarin Oriental, mas conseguindo um preço perto da metade pelo excepcional Wynn o Mandarin foi descartado. Mas, em outras locações bairros distantes mesmo com hotéis a preço ´vantajoso´ é descartado. Bairros violentos como LAX downtown são descartados, periferia de Paris nem pensar mesmo que com preço irrisório.

8- Locação de veículo – nunca loco em empresa pequena, POIS se o preço é pequeno ocorrendo problemas a dor de cabeça é IMENSA.

9- Agora traço o roteiro e defino quantos dias preciso para conhecer o destino no menor tempo e posso emitir os bilhetes.

10- REGRA DE OURO 1- O brasileiro em geral não lê contratos e depois quer direitos que não possui e se frustra! Saiba detalhadamente as condições no momento da venda para não carregar eterna frustração. Saiba sobre no show em bilhetes aéreos, mudanças de data e suas penalidades, seguros de viagem necessários, reserva de hotel reembolsável ou não, com que antecedência, etc.....

11- REGRA DE OURO 2– Procure sempre contratar com empresas que operem no BRASIL, pois ocorrendo problemas o Código de Defesa do Consumidor e o Juizado Especial Cível são rápidos e lhe dão proteção efetiva. Evite sempre que possível contratar serviços de empresas que operam somente no exterior. Ocorrendo problemas sua reclamação depende da honestidade e vontade de resolução da empresa o que nem sempre ocorre.

12- REGRA DE OURO 3- Tenha reserva financeira acima do imaginado numa viagem, pois imprevistos podem aparecer e viajar é prazer não tortura na volta. Se seu caixa esta apertado adie um pouco mais para voltar com mais tranquilidade.

13- REGRA DE OURO 4- Viajar é procurar conhecer o desconhecido, o novo, abrir novos horizontes, conhecer novas culturas, novas visões sobre o mundo.
Nesse diapasão, viajar é CORRER RISCO, e todos os membros devem estar cientes que os riscos podem excepcionalmente ou não construírem frustrações, que podem muito ser minimizadas com planejamento DETALHADO.
E com o tempo até dos grandes micos nos divertimos.........

Aproveitemos.