por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre > Agência de Turismo
Passagens Aéreas > Passagens Aéreas com Milhas>
Hotéis > Seguros > Locação de carro

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Bangkok e Lisboa – parte II - Por Celso

Pessoal, segure o relato do Celso. Aproveitem ! Está muito interessante. ;)

Bangkok tem informações muito aquém do necessário na internet. A cidade sempre muito quente deve ser visitada no inverno do hemisfério norte, período mais agradável. Caso opte por conhecer a Tailândia conheça detalhadamente o clima chuvoso, as monções, etc. O conhecimento do idioma inglês muitas vezes não é suficiente. Informe-se, pois a comunicação em Thai é impossível para nós. Eu optei por conhecer Bangkok a fundo. Não fui a praias paradisíacas com Phuket, Pih Pih.... População de 6 milhões e cidade mais visitada por turistas no mundo em 2.013.
Nem pense em alugar carro em Bangkok. Taxi extremamente barato e meios de transporte fartos (metro, barco, taxi e o perigoso Tuk Tuk) são eficientes. Entretanto, atente que nem todos os motoristas tem um mínimo conhecimento de inglês e se seus endereços não estiverem grafados também em THAI você pode ter imensa dificuldade inclusive de voltar ao seu hotel. Muitos motoristas não querem ligar o taxímetro para lhe impor valores 3 ou 4 x maior na corrida que ainda assim é barato. Tuk Tuk é sempre problema! Perigoso, cobram as vezes mais que o taxi e fazem inúmeros desvios. Toda vez contrate claramente o serviço, acertando Taximeter ON nos taxis e destination NO STOP no Tuk Tuk, pois senão irá de lojas em lojas que eles ganham comissão para levar turistas e nunca chega no seu destino. Tenha todos os seus endereços grafados em THAI e inglês!

Bangkok tem a maior comunidade gay de turistas e nativos que vi na minha vida. No hotel que fiquei perto de uns 60-70 % dos hospedes eram gays, cultos e ricos pelo aspecto. Na cidade a proliferação da comunidade gay assusta as mulheres e segunda uma nativa isso vem ocorrendo nos últimos 4 ou 5 anos.
Chegando a Bangkok a primeira providência é passar no controle sanitário para Febre Amarela e somente após dirigir-se e imigração. O Suvarnabhumi Airport (BKK) tem ótimas instalações e num post no passado já relatei sobre o lounge de First Class da Thai assim como o de Business Class.
O transfer em Van para 4 malas mais 2 carry on, privativo, round trip ao seu hotel no centro custa algo com USD 60 numa SUV e num seda menos ainda.
Bangkok requer estrutura em hospedagem! Leia atentamente as surpresas neste post.
Feito o transfer fomos ao nosso hotel o Sofitel So Bangkok, um espetacular 5*, esplendoroso, que pela bagatela de USD 140/dia, para um hotel desse naipe, nos acolheu por 7 dias com todas as atenções necessárias e muito mais.

Amenities Sofitel

Recebidos com os mimos de cliente VIP, tivemos up grade free de quarto, cujo frigo bar é incluído na diária para todos os hospedes, assim como agua mineral gratuita e farta.

Sofitel Bangkok

Nosso quarto ( não era suíte ) tinha uma Jacuzzi de uns 6 m2, fora área de banho e sanitários independentes. Wi fi no hotel todo free, Illy machine no quarto, área de maquiagem para mulher....

Vista do Quarto

A vista do quarto contemplava o Lumpini Park. O lounge executivo com acesso 24 h. por dia oferecia drinks alcoólicos entre 17 e 19 h.

Bem , agora confortavelmente instalados a desbravar a cidade. Começamos indo ao Templo What Pho ( conhecido como Templo do Buda deitado )

What Pho

Esse templo fica dentro de um complexo e seu Buda de 46 m é uma das atrações. O calor era infernal e muita gente visitando-o o tempo todo. Junto ao complexo há a mais tradicional escola de massagem da TailandiaTailândia, Wat Po Thai Traditional Massage School, onde por uma hora fiz massagem corporal por algo como US$ 12. Valeu a pena. Saí da sala de massagem e precisei ir ao banheiro, naonão sabia o que me esperava..........rsrsrsrs
O banheiro ficava lá na BoliviaBolívia..... longe, longe........ao chegar encontro uns 20 ou 30 boxes. Entrei, eis que o chão estaestá todo molhado, não há sanitário e sim utilização de pé! Vou ao do lado, a mesma coisa, eis que noto que não havia válvula de descarga ou cordão e sim um balde no chão no canto esquerdo cheio de agua e uma caneca???!!! Vou num terceiro boxe bem distante e o padrão era o mesmo. Comecei a sentir que os hábitos culturais eram muito diferentes quando encontro minha esposa que notou que no banheiro feminino em nenhum box tinha sequer local para papel higiênico. Quando eu sai do banheiro, fui lavar a maomão e havia somente a torneira, sem sabão ou toalha de papel ou secador. Se não tivesse lenço seria triste.
Nos banheiros dos templos não há papel higiênico ou toalha de papel ao menos nos que fui e para minha surpresa no Shopping Siam Paragon, o mais requintado de Bangkok, nos 3 banheiros que fui não havia papel higiênico nem local para ser o mesmo colocado e sim uma ducha ao lado do vaso sanitário. Neste shopping havia toalhas de papel para enxugar a mão.
Nos banheiros públicos não há nem papel higiênico nem lugar para colocá-lo, se dê por feliz se encontrar uma ducha do lado do sanitário, caso contrário é sempre piso molhado....rsrsrsrsrs

Ilustração de produto a venda numa loja do Shopping

A cidade de Bangkok nos horários de pico tem transito caótico e muitos nativos utilizam o deslocamento por barco para fugir dos congestionamentos. O Chao Praya River serpenteia ao redor de boa parte da cidade e foi nossa opção dependendo do deslocamento. Muito barato.
KHAO SAN ROAD- A avenida da muvuca de Bangkok tem inúmeras barracas com condições de higiene precárias vendendo produtos, na maioria fritos, aos turistas. Se você ler que procurando achará alguma barraca limpinha para comer como li na net, reavalie os critérios de higiene desse(a) bloqueiro(a). Muitas ruas dessa região temMuitas ruas dessa região têm cheiro insuportável de fritura e vendedores falando em cima dos alimentos fritos que lhe serão vendidos. Fuja disso! Por falar em fuja disso, atente a só tomar produtos que estejam lacrados, nada de tomar na rua produtos não lacrados, inclusive o uso de gelo, fique atento! Bangkok tem imensa gama de produtos falsificados. Escolher onde comprar é fundamental. Na dúvida, procure outra cidade para compras, inclusive os guias lhe levam em locais onde o falsificado dificilmente é distinguido do verdadeiro ( concordei com o guia )guia). O Shopping dos falsos é o MBK e o da elite o Siam Paragon (existem outros). A excelente rede de padarias Au bon Pain, de Boston- USA, tem várias lojas em Bangkok e pode ser uma opção de fast food saborosa. Pesquise na net..
Jim Thompson revigorou a indústria da seda na TailandiaTailândia no século passado. Hoje é uma fundação onde se compra a mais pura seda Tailandesa com arte na pintura, porém ao mesmo preço de Channel na Champs Elysses.
Um show interessante que aborda vários aspectos da cultura Thai é o Siam Niramit que não pode ser fotografado.
Os preços no shopping, mesmo em promoção, são muito superiores aos preços norte-americanos, exceto eletrônicos onde comprei um Mac Book Pro, em inglês, vindo de Singapura, uns USD$ 50 mais barato que nos EUA após a devolução do VAT em 11%.

Damnern Saduak Floating Market

Contratar um tour e ir ao Mercado Flutuante a 110km de Bangkok é passeio obrigatório onde você verá como esse povo comercializava produtos.


Na cultura do povo Thai, o corpo morre mas o espirito continua entre nós. Em todas as casas há a construção de 2 casinhas para os espíritos. A menor para os entes que morreram na casa e a maior para receber os espíritos de entes que morreram na cidade.

Oasis Spa

Massagem em Bangkok há um estabelecimento ao lado do outro. Procurei experimentar uma opção sofisticada de atendimento e recomendada. Sinceramente gostei mais da primeira.

Continua......