por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre > Agência de Turismo
Passagens Aéreas > Passagens Aéreas com Milhas>
Hotéis > Seguros > Locação de carro

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

12 de Agosto - Final da parceria GOL e AA


No dia de 12 Agosto de 2012 chega ao final a parceria entre GOL e American Airlines. Após a injeção de alguns milhões de dólares na cia. brasileira a americana Delta solicitou o final da parceria com a sua concorrente.

Agora o participante Smiles terá até o 12 de Agosto de 2012 para emitir sua passagem com vencimento até de 12 agosto de 2013. Após o dia 12 não será mais possível efetuar nenhuma modificação na data ou trajeto.

O programa Smiles deve muito do seu crescimento a essa parceria com a American Airlines. Dona de muitas frequências no trecho Brasil - EUA a cia. americana investe pesado e acredita no potencial do mercado brasileiro. Outra vantagem era a possibilidade de consulta no programa próprio Aadvantage para facilitar a busca e emissão de bilhetes prêmio quando ligado na central Smiles.

A Gol agora só terá parceiros SkyTeam para o seu programa de milhagens. (Air France, KLM e Delta) além de acordo codeshare com a Korean e Aerolineas Argentinas. Eu penso que a médio prazo a GOL cederá ao discurso do seu presidente Constantino Júnior e ingressará na aliança SkyTeam.

Em relação a Delta torço muito para que melhore o seu atendimento, disponibilidade de assentos, aeronaves e frequências. Hoje as perspectivas não estão boas para o Smiles, mas sempre há tempo para melhorias.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Mudanças positivas no Iberia Plus - Programa de fidelidade da Iberia



Olá milheiros de todo o Brasil!

Primeiramente gostaria de agradecer a audiência de vocês! O blog está crescendo muito e espero que continue assim!

Vou falar hoje do Iberia Plus o programa de fidelidade da cia. espanhola Iberia. Eu considerava esse programa um dos piores do mundo, cheguei até a mandar um email para eles em 2011 questionando alguns detalhes e sugerindo mudanças. E para a minha surpresa algumas mudanças importantes ocorreram. A primeira delas foi a quantificação dos pontos, antes era em centenas e agora tornou-se em milhares de pontos como a maioria dos programas. Para vocês terem uma ideia de como era a pontuação na minha primeira viagem internacional com a Iberia eu ganhei 420 pontos:

200 pontos no trecho GRU-MAD
10 pontos no trecho MAD-MXP
10 pontos no trecho FCO-MAD
200 pontos no trecho MAD-GRU

Então como bom curioso que sou realizei várias simulações para saber quantos pontos seriam necessários para um retorno a Europa. Em 2009 o Iberia Plus exigia 5.400 pontos em uma passagem Round Trip na classe econômica (coragem!), ou seja, o cidadão precisaria viajar 13 vezes para a Europa pela Iberia para conseguir um bilhete prêmio, passagem essa que ás vezes nos é ofertada por R$ 1.300,00. Totalmente sem noção!!!

Fiquei um bom tempo sem acompanhar o programa por fatos como esse. Para a minha surpresa no segundo semestre de 2011 comecei a receber emails do programa me alertando da mudança dos pontos Iberia para o chamado pontos AVIOS. Através do Avios a quantificação dos pontos mudou para o múltiplo de 10, quem tinha 420 pontos por exemplo ficou com 4.200. Fazendo as contas ficou um pouco melhor a premiação e a emissão de bilhetes prêmios, porque agora é possível transferir e comprar pontos AVIOS entre participantes, sem falar na rede de parcerias que aumentaram.

Para o consumidor brasileiro as oportunidades começaram a aparecer. Anteriormente só era possível enviar pontos para o programa através dos cartões AMEX na proporção 15.000 para 1.000 (péssima) e através do programa Aclub da rede Accor de hotéis.
Mas a grande sacada ocorreu no começo de 2012 com a promoção entre o programa Multiplus (TAM) e Aclub onde foi possível enviar pontos 1:1 e do Aclub para a Iberia na proporção 2,5:1. Quem por exemplo enviou 20.000 pontos do Multiplus para o Aclub e logo em seguida enviou para a Iberia ficou com 50.000 pontos, o suficiente para emitir uma passagem do Brasil para a Europa na classe econômica, ou então ter mandado 40.000 pontos e os transformado em 100.000 e aí sim viajar na excelente classe executiva da Iberia. Hoje os cartões Amex enviam na proporção 1:1 e tornam essa opção um pouco mais interessante que antes. Espero que a Iberia atente suas ações para o mercado brasileiro e faça mais promoções com o seu programa de fidelidade.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Introdução ao programa KrisFlyer da Singapore Airlines


Como prometido vou apresentar-lhes detalhes desse programa de fidelidade da cia. asiática Singapore. Para efetuar o cadastro é só acessar www.singaporeairlines.com e inscrever-se no programa, não leva mais do que 10 minutos. Juro que me surpreendeu positivamente a quantidade de milhas exigidas para uma passagem round trip em econômica. O trecho escolhido foi entre Guarulhos e Barcelona, a única rota que a cia. opera no Brasil. Nessa pesquisa eles exigiram 34.850 milhas! Um ótimo custo benefício para viajar numa cia. tão premiada internacionalmente. Para um viajante frequente que utiliza os serviços de cias. da aliança Star Alliance essa pode ser uma grande opção. Para completar os pontos faltantes o consumidor pode aproveitar a nova parceria com os cartões AMEX e enviar na proporção 1:1. Em breve mais exemplos.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Cartões AMEX parceria com Taca LifeMiles e KrisFlyer da Singapore



Olá milheiros e viajantes de todo o Brasil!

Lendo o site falandodeviagem.com.br nessa manhã recebi através do participante Diego Cunha a informação de que os cartões Amex através do programa Membership Rewards estão enviando pontos para os programas:

LifeMiles da Taca/Avianca na proporção 1:1
KrisFlyer da Singapore na proporção 1:1


Adorei a notícia! Na minha visão o programa LifeMiles tem muito para crescer no Brasil, por conta do enfraquecimento do Smiles perdendo rotas e a parceria com a American Airlines e a indefinição momentânea do Fidelidade Tam em qual aliança ficará e qual será a sua política de emissões.

Em relação ao programa KrisFlyer ainda não disponho de muitas informações mas vou buscá-las e as apresentarei nesse espaço.

Abraço a todos!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Reportagem comprova o desperdício de pontos no cartão de crédito


Olá milheiros e viajantes do Brasil!

Sempre comentei aqui no blog sobre o desperdício de pontos no cartão de crédito e consequentemente viagens que poderiam ter acontecido, seja por desconhecimento das regras dos programas de fidelidade ou por puro esquecimento, tais atitudes beneficiam apenas as empresas de crédito que apontam em seus balanços os pontos não utilizados. Segue a reportagem de Fernando Nakagawa do Jornal da Tarde:

Brasileiros perderam 101,3 bilhões de pontos nos programas de recompensa dos cartões de crédito em 2010. Estudo do Banco Central (BC) mostra que o total de milhas expiradas em um ano seria suficiente para emitir mais de 5 milhões de passagens aéreas entre o Brasil e qualquer destino da América do Sul.
O levantamento mostra ainda que o gasto dos bancos com a conversão de bônus em brindes equivale a apenas 0,22% de todo o faturamento anual dos cartões.
Com a popularização do dinheiro de plástico e a concorrência entre os bancos, um dos atrativos com importância crescente para oferecer um cartão de crédito é o programa de bonificação. Juntar pontos, bônus ou milhas e depois converter em uma passagem internacional, um belo acessório para casa ou um moderno eletrônico é apresentado como supervantagem, na linha do “quanto mais você gasta, mais ganha”.
Mas pesquisa do BC mostra que os benefícios são aproveitados por poucos. Trimestralmente, clientes conseguem transformar apenas 13,5% dos pontos em prêmios. Além de gastar pouco, quase 20% dos pontos acumulados foram desperdiçados porque venceram naquele ano.
Executivos da área de cartões afirmam que muitos clientes perdem os pontos simplesmente por desconhecer os programas de benefícios. Há também muitos consumidores que conhecem o sistema de pontos, mas têm a percepção de que é difícil convertê-los em brindes.
Além disso, muitos clientes de menor renda não conseguem acumular pontos suficientes para uma troca. Na maioria das instituições financeiras, os presentes começam com “preço mínimo” de 1.000 pontos.
Como normalmente cada gasto equivalente a um dólar gera um ponto, o cliente precisa acumular compras correspondentes a US$ 1.000 para, por exemplo, trocar por uma luminária para livro.
Rafael Raiol, bancário em Brasília, se orgulha de fazer parte do grupo que usa os pontos. “Nunca deixei nenhum expirar”, diz, orgulhoso, o jovem de 26 anos que tem sete cartões de crédito na carteira. “Uso até na padaria com uma conta de um real.”
Tanto esforço deu resultado. Raiol já foi a Buenos Aires, Fortaleza, Ilhéus e Ribeirão Preto sem gastar com as passagens aéreas. Porém, o melhor está por vir. Em abril, ele passará a lua de mel Ilhas Maldivas, no Sri Lanka.
A despesa dos bancos para pagar prêmios como os de Raiol somou R$ 836 milhões em 2010. Milionária, a conta fica pequena diante do faturamento do setor de cartões de crédito: em um ano, o setor acumulou R$ 386 bilhões em operações. Ou seja: apenas 0,22% da soma de todas as faturas que chegam mensalmente à casa dos clientes virou prêmio.